O Projeto

A necropsia permite avaliar os diagnósticos formulados em vida, relacionar os testes clínicos e laboratoriais com os achados anatômicos e avaliar o sucesso do emprego de técnicas cirúrgicas e da utilização de fármacos, além de outras vantagens. Numerosos erros de diagnóstico podem ser evitados ou corrigidos com a necropsia. Nesse sentido, o estudo anatomopatológico auxilia no reconhecimento das alterações estruturais que se refletem em alterações na função celular e tecidual, proporcionando um aprimoramento profissional aos envolvidos nesse campo, fundamental à formação de profissionais da área da saúde. A utilização de animais em pesquisa visando a compreensão dos fenômenos biológicos sempre esteve presente no ato científico. É um importante método que propiciou inúmeros avanços para o cuidado à saúde como o desenvolvimento de vacinas e novos tratamentos a várias doenças.

Neste sentido, os objetivos deste projeto de Iniciação Científica são: analisar macro e microscopicamente peças coletadas em necropsias de pequenos animais doados pelos proprietários, após óbito; discutir e comparar as alterações observadas dada a similaridade fisiopatológica em diversas doenças que acometem tanto os seres humanos quanto os animais; montar um acervo de preparações histopatológicas, e produzir um atlas virtual.

Necropsias foram realizadas com o consentimento e permissão dos proprietários dos animais (das espécies canina e felina) que vieram a óbito por diferentes causas. Fragmentos de tecidos e órgãos, com alterações macroscópicas, foram coletados, fixados em formol, transportados, processados e analisados no Laboratório de Ensaios Biológicos e Laboratório de Histologia e Patologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro – Campus Macaé. Após a inclusão em parafina e microtomia dos blocos, as preparações foram coradas com Hematoxilina e Eosina, e posteriormente observadas e fotografadas em um microscópio de luz acoplado a uma câmara fotográfica. Até o momento, foram realizadas seis necropsias e diagnosticadas 12 alterações patológicas, divididas entre caninos e felinos. As descrições das alterações macro e microscópicas estão sendo inseridas no site didático a partir do momento que são examinadas e fotografadas.

Destaca-se a vantagem do estudo da anatomopatologia comparativa, por meio de necropsias e observações macro e microscópicas, permitindo um acúmulo de experiências para os alunos participantes do projeto quanto à prática de necropsia, além de consolidar e ampliar conhecimentos de Patologia. Isso possibilita a formação de profissionais mais capacitados em suas respectivas áreas de atuação nas ciências da saúde. Além disso, a divulgação dos dados coletados no site didático democratiza o conhecimento, levando a ciência a toda a comunidade, seja ela vinculada ou não a esta Instituição.